Sobre ler

Eu não me consideraria tão fã de leitura, ou pelo menos leitura de livros. Dificilmente consigo passar um maior tempo, como meia hora ou mais, de leitura interrompida, frequentemente usando de métodos para me forçar a ler, como me obrigar a ler por certo tempo ou até chegar a certa página.

Parece contraditório eu não gostar tanto de ler e resolver estudar e trabalhar com literatura. Bom, eu não desgosto de ler, mas tenho dificuldades. O que me animou a estudar literatura ura primeiramente foi ficção. Literatura é forma primária de ficção, no sentido que é através dela que temos registros das mais antigas histórias e é mais barata, numerosa e em certos termos mais fácil de produzir do que outras formas, como as cinéticas. Mesmo poesia é algo que ainda estou aprendendo a valorizar mais.

Demorei para começar a ler livros não-ficcionais, e os primeiros eram ainda sobre literatura. Atualmente, quero ler livros sobre diversos assuntos que gostaria de saber mais. Meus interesses podem ser variados, testemunhado pela pilha de livros que estou lendo ou quero ler mostrada na fotografia acima. Eu pareço um daqueles homens de antigamente que queriam ser versados em todas as ciências.

Eu acho engraçado como antigamente eu era atraída por livros grandes. Agora quero fugir de livros de mais de 200 páginas. Mas muitos dos livros que quero ler são grandes, sejam clássicos da literatura ou algum livro acadêmico. Fico tentando a pular algumas partes, por mais que o meu preciosismo ache um sacrilégio fazer isso.

Para tentar enfrentar minha preguiça de ler vou testar usar audiobook. Tenho minhas dúvidas de quanto eu posso prestar atenção, ainda mais com as tarefas que resolvo fazer enquanto ouço. Estou em fase de teste. Existem sites com Audiobook de domínio público, como LibriVox.

Faz alguns anos que tenho me acostumado em ler eBook. Assim posso facilmente ler livros de domínio público, disponíveis de graça legalmente na internet, como nos sites Domínio Público, Project Gutenberg, Internet Archive, Feedbooks, etc. Muitos clássicos estão em domínio público, recomendo ler principalmente obras de gênero que você já tenha interesse.

Hoje em dia em não me importo muito se o livro que estou lendo está em português ou inglês. Prefiro ler no idioma original, e quando é originalmente em um terceiro idioma eu não me importo em qual desses dois leio, embora presuma que geralmente exista mais trabalhos de tradução para inglês do que para português.

Recentemente, quis ler as primeiras obras literárias de determinada língua. Futuramente gostaria de poder ler no original, mas por enquanto dependo das adaptações para línguas modernas ou traduções. É uma pena, principalmente considerando como textos literários antigos costumam ser em verso, perdendo sua forma original.

Querer textos na língua original é uma das coisas que mais me anima a aprender língua estrangeira. Latim, que eu queria ignorar por ser uma língua morta, acabou entrando na lista pela grande produção literária europeia nessa língua. Meu interesse pela oralidade seria secundário, embora circunstâncias possam mudar isso. A literatura oral já pediria maior interesse nisso.

Ainda que gastasse o máximo de tempo possível lendo, eu provavelmente não arranjaria tempo o suficiente para ler tudo o que gostaria. Por enquanto, acho bom tentar separar um tempo para leitura para que eu posso fazer rotineiramente essa tarefa que, apesar de certas dificuldades, ainda amo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s